Segunda-feira, 15 de Outubro de 2018

Aragarças
Publicada em 02/10/18 às 18:42h - 31 visualizações
Capital goiana do Araguaia em festa, Aragarças completa 65 anos

Assessoria


 (Foto: Assessoria)
Com o slogan A Capital Goiana do Araguaia escolhido por concurso, o município de Aragarças completa 65 anos no próximo dia 02 de Outubro de 2018. Aragarças possui como principal atrativo o fato de ser banhado pelas águas do majestoso Rio Araguaia, que percorre todas as terras do município formando inúmeras praias na cidade.

A praia mais frequentada é a Praia Quarto Crescente, que recebeu este nome numa belíssima composição de Divino Arbués, praia  que foi palco de memoráveis shows e eventos culturais da cidade. Outro ponto turístico é a praia do Sipó, onde se pode contemplar o mais belo pôr do sol, e a do Orlei, na saída para Baliza. Próximo à praia Quarto Crescente foi construída a Avenida Beira Rio. Esta avenida é bela e espaçosa, permitindo assim ser utilizada para eventos de todas as ordens, como o carnaval, a temporada em comemorações diversas e a já tradicional festa de réveillon da cidade. Há também em Aragarças um manancial de águas termais que combina águas quentes com as belezas do Rio Araguaia.

Cercada por outros grandes rios da região, como Caiapó e Garças, Aragarças possibilita ao turista realizar ótimas pescarias, passeios aquáticos em diversas modalidades de navegação e atividades contemplativas. Aragarças também possui um aeródromo bastante acessível em atividade. E para quem é adepto do turismo religioso, Aragarças também possui diversas manifestações religiosas e culturais apesar da cidade ter origem católica. Algumas das atrações da cidade relacionadas ao turismo religioso são: folia de reis, quermesses, e as festas dos dois padroeiros da cidade (Bom Jesus da Lapa e São Judas Tadeu).
A imagem pode conter: céu e atividades ao ar livre

 
História

Os primeiros registros de presença de não índios na margem direita do Rio Araguaia na altura da barra do Rio das Garças datam do Século XVII, quando bandeirantes paulistas desbravavam o interior do país à caça de especiarias, índios, ouro assim como da posse de territórios além do limite estabelecido no Tratado de Tordesilhas.

Dessa forma, os primeiros moradores não índios efetivos da região foram os garimpeiros que se aventuravam pelo sertão de Goiás em busca da lendária Serra dos Martírios e sua mitológica mina inesgotável de ouro. A maioria desses aventureiros chegou à região pelo Rio Araguaia, através de embarcações e provinham do norte de Goiás, hoje Tocantins, oeste da Bahia e sul do Maranhão e Piauí. Oficialmente, reconhece-se o ano de 1872 como sendo a data de fundação do primeiro núcleo populacional urbano que viria, mais tarde, transformar-se na cidade de Aragarças. O povoado foi erguido por garimpeiros oriundos de Araguaiana, vila também fundada por garimpeiros anos antes na margem esquerda do Rio Araguaia, no Estado de Mato Grosso.

Sua primeira fase histórica nasceu com os garimpos nesta região e, para tanto, basta ter como base o 04 de setembro de 1891 quando foi celebrada, segundo dados do IBGE, uma missa solene e designado o local onde seria construído o Presídio da Macedina e respectivo destacamento militar que daria apoio a soldados que participaram da Guerra do Paraguai e promover a colonização da região. O movimento de viajantes que subiam o rio Araguaia, em várias embarcações era intenso em busca da histórica Baliza localizada à margem goiana do Araguaia. Aragarças era ainda denominada de Barra Goiana onde foi construída uma igrejinha de barro, coberta de palha, em homenagem ao Senhor Bom Jesus da Lapa, que se tornou o Padroeiro da cidade, já que a maioria de seus pioneiros eram oriundos do estado da Bahia.

Era intenso o movimento de viajantes que subiam o Rio Araguaia em busca da cidade de Baliza, onde o único meio de transporte existente na região era a navegação. Nesse percurso os viajantes encontravam ricos garimpos de diamantes e se instalaram às margens do rio em choupanas provisórias. Em meados de 1922, as famílias passaram a se fixar na região. Estava iniciada a vila que chamaram de Barra Goiana, na confluência do Rio Garças com o Rio Araguaia. Hoje, Aragarças, fundada em 2 de outubro de 1953, está em constante crescimento, ocupando uma área de mais de 600 mil metros quadrados com mais de 18 mil habitantes.

Em 1933, a notícia do achado de enorme pedra de diamante fomentou a afluência de numerosos garimpeiros de diversas regiões.
A imagem pode conter: atividades ao ar livre
A então Barra Goiana transformou-se em base da expedição Roncador/Xingu em 14 de agosto de 1943 com a chegada da marcha para o oeste e mais tarde a Fundação Brasil Central que se estabeleceu com a incumbência de instalar sua base de ação à margem direita do Araguaia, em frente ao Pontal do Rio Garças. Pela localização junto aos dois rios, Araguaia e Garças, designou-se ao povoado de Barra Goiana, o nome de Aragarças pelo ministro João Alberto      (devido a localização na junção dos rios Araguaia e Garças). Onde a Fundação Brasil Central deu consistência e assegurou a continuidade da “Marcha para o Oeste”, motivando notável transformação no primitivo garimpo, e visível progresso. Surgiram vários melhoramentos urbanos, entre eles um conjunto residencial para os funcionários, um clube para as famílias se encontrarem  e um hotel para alojar as autoridades visitantes, além de um aeroporto com estações de rádio, meteorologia e de  passageiros e, sobretudo, a ponte de cimento armado, ligando Goiás a Mato Grosso. Com o progresso se fazendo crescente, o povoado tornou-se distrito do município de Baliza em 05/11/1951, no qual suas terras se localizavam. Não demorou muito e foi o distrito elevado à categoria de município com a denominação de Aragarças, pela lei estadual nº 788, de 02-10-1953, desmembrado de Baliza. Sede no antigo distrito de Aragarças.
 
Revolução (Fonte IBGE)

Em dois de dezembro de 1959 Aragarças foi sede de uma revolução para depor o presidente Juscelino Kubistchek que vinha sendo articulada por jovens oficiais desde 1957. A nova conspiração teve a participação do ex-líder de Jacareacanga, tenente-coronel aviador Haroldo Veloso e de dezenas de outros militares e civis, entre os quais o tenente-coronel João Paulo Moreira Burnier que foi o seu principal líder. Partindo do Rio de Janeiro, com três aviões Douglas C-47 e um avião comercial da Panair sequestrado, e de Belo Horizonte, com um Beechcraft particular, os rebeldes rumaram para Aragarças que era ponto estratégico, com os planos de bombardear os palácios Laranjeiras e do Catete, no Rio, e ocupar também as bases de Santarém e Jacareacanga, no Pará, entre outras.

Na realidade, nem o bombardeio aos palácios, nem a ocupação das bases chegaram a ocorrer, e a rebelião ficou restrita a Aragarças. A revolta durou apenas 36 horas. Seus líderes fugiram nos aviões para o Paraguai, Bolívia e Argentina, e só retornaram ao Brasil no governo Jânio Quadros (1961). Célia Maria Leite Costa [CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil].
 
PROGRAMAÇÃO
A programação de aniversário da cidade, distribuída pela prefeitura local consta de apresentação de um grande evento na reinauguração da pista de Bicicross. E a realização do II FICA (Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental) ITINERANTE na Praça do Aerobar, concomitante com o I Festival Multicultural Zélia Diniz criado pelo decreto 38 de 13 de agosto de 2018 pelo Prefeito José Elias Fernandes.
 
Geografia

Área      662,901 km²
População          19 884 hab. (GO: 56º) –  estimativa IBGE/2017
Densidade          30 hab./km²
Altitude               345 m
Clima     Tropical
A imagem pode conter: céu, noite e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: céu, nuvem e atividades ao ar livre


Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.




No Ar
Brasil Caboclo com Batista Alves
Peça sua Música

  • Marcelo
    Cidade: Primavera do Leste
    Música: Pirata de esquina
  • Leuzinete rosa silva
    Cidade: Primavera do leste mt
    Música: Senhor presidente proj
  • Gabriela
    Cidade: Rio Verde
    Música: Brendon Sales
  • Raquel
    Cidade: Aragarças
    Música: Seu moleque
  • Reis
    Cidade: Aruana
    Música: Faz Tum Tum de Tom cayano
  • ADELIA
    Cidade: ARUANA
    Música: FAZ TUM TUM DE TOM CAYANO
Publicidade Lateral
CHAT ONLINE

Digite seu NOME:


Parceiros

Copyright (c) 2018 - Rádio Aruanã - Todos os direitos reservados